Ir para o conteúdo Pular para a navegação principal Pular para o rodapé

Com verba de R$ 1,07 milhão, Rosana ganha estrutura náutica de uso público no Rio Paraná


A Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo (Setur-SP) prevê a inauguração de estruturas náuticas de uso público para desenvolver o turismo no interior paulista ainda neste primeiro semestre de 2024. Na região de Presidente Prudente (SP), as obras são realizadas em Presidente Epitácio (SP) e Rosana (SP), cidades banhadas pelo Rio Paraná.
As obras são passarelas, píeres flutuantes e sistemas de ancoragem, além de estruturas em terra que vão gerar novos empregos e um amplo impacto na economia, segundo a pasta estadual.
Ainda de acordo com a Setur-SP, as estruturas servem de apoio para o embarque e o desembarque de passageiros, favorecendo o turismo náutico e funcionando como suporte à população que dispõe de motos aquáticas e barcos privados, além de auxílio aos praticantes da pesca esportiva com suas embarcações.
Além disso, as instalações estão localizadas em lugares indicados pelas prefeituras para serem usufruídas pela população gratuitamente. Em Rosana, a estrutura se localiza no Balneário Municipal. Os valores investidos nas obras foram de R$ 1,269 milhão, em Presidente Epitácio, e, em Rosana, de R$ 1,075 milhão. Com isso, o total no Oeste Paulista passa de R$ 2,3 milhões.
A partir da entrega, a Setur-SP transfere a operação das estruturas náuticas para a Prefeitura de cada um dos municípios, sendo estes responsáveis pela organização, pela conservação e pelo controle de fluxos.
Segundo a Setur-SP, o turismo náutico cresceu no Brasil e no mundo nos últimos anos, especialmente durante a pandemia. A procura por ambientes abertos e pelo contato com a natureza estimulou os turistas a fazerem a locação de barcos, lanchas e motos aquáticas, de acordo com dados da Associação Brasileira de Construtores de Barcos e Implementos (Acobar), com crescimento de 10% ao ano, nos últimos cinco anos.
Desta forma, estima-se que uma instalação de apoios náuticos para 300 embarcações tenha impacto direto, indireto e induzido de R$ 141 milhões por ano na economia local e garanta 780 postos de trabalho, de acordo com a Acobar e a Lidera Consultoria.
Os empregos são gerados de formas direta e indireta em instalações como marinas, estaleiros, fabricantes e fornecedores de embarcações, além de hotéis, restaurantes e comércio local.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/presidente-prudente-regiao/noticia/2024/03/12/com-verba-de-r-23-milhoes-presidente-epitacio-e-rosana-ganham-estruturas-nauticas-de-uso-publico-no-rio-parana.ghtml

0 Comentário

Ainda não há comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao Topo
Pular para o conteúdo